ER317L

Vareta Tig e arame Mig ER317L, para a soldagem de aços inoxidáveis austeníticos com 18%Cr, 14%Ni e 3%Mo ou similares. Devido a um teor superior de Cr, Ni e Mo em relação ao ER316L, apresentam uma resistência à corrosão superior na presença de meios com ácido clorídrico.

Vareta Tig e arame Mig ER317L de aço inoxidável austenítico, com cromo níquel e molibdênio. Indicados principalmente para a soldagem do aço AISI 317L, de extrema resistência à corrosão severa por ácidos orgânicos, inorgânicos e ademais cloretos. Apresentam uma resistência superior à vareta Tig ou arame Mig ER316L, sendo dessa forma, utilizados em várias aplicações especiais, com o propósito de reduzir a contaminação a um nível mínimo.

A vareta Tig e o arame Mig ER317L foram desenvolvidos com a finalidade de resistir eficazmente o ataque do ácido sulfuroso. Por outro lado, sua capacidade comprovada para neutralizar o ataque corrosivo, aumentou seu uso consideravelmente e como resultado, estão sendo utilizados em vários tipos de fabricações industriais. Do mesmo modo, o baixo teor de carbono da liga, determina uma menor susceptibilidade à corrosão intergranular. Não é necessário efetuar tratamentos térmicos de preaquecimento ou de pós-aquecimento. A temperatura de inter passe devera ser mantida sempre abaixo dos 150ºC.

Fatores importantes na escolha dos gases de proteção, em soldagens de aços inox, com a vareta Tig e o arame Mig ER317L

  1. A princípio, eficiência na proteção do metal depositado e ao mesmo tempo, em regiões próximas as soldas, no metal de base
  2. As propriedades mecânicas e do mesmo modo, aspectos metalúrgicos das juntas soldadas (perda de elementos de liga, contaminação com gases atmosféricos)
  3. A resistência à corrosão (perda de elementos de liga, oxidação superficial)

 

Norma:AWS A5.9 ER317L

Composição Química (%)

C= 0.03
Si= 0.30-0.65
Mn= 1.0-2.5
Cr= 18.5-20.5
Ni= 13.0-15.0
Mo= 3.0-4.0

Resistência à tração: 650 N/mm2

Aplicações: soldagem de aços estabilizados e não estabilizados do tipo Cr Ni Mo, com alta resistência à corrosão. Ademais para soldas heterogêneas entre aços e aços inoxidáveis ou do mesmo modo, para aços inoxidáveis ​​dissimilares, em condições severas de corrosão, como nas indústrias petroquímica, de celulose, algodão e papel.