Soldar ferro fundido com o processo Tig

soldar bloco de ferro fundido

O processo de solda com gás inerte Tig emprega um eletrodo de tungstênio não consumível que funciona como terminal elétrico, com o propósito de estabelecer o arco nas peças de trabalho. Produzindo por conseguinte, o calor necessário para atingir altas temperaturas, derretendo e ademais unindo metais. Funciona dessa maneira, em uma ampla variedade de materiais. Inclusive para soldar ferro fundido. Entretanto, em virtude da natureza frágil desta liga, as soldas frequentemente fissuram. Por isso será necessário tomar cuidados especiais, com a finalidade de obter bons resultados.

Etapas a seguir para soldar ferro fundido

  • A princípio, limpar cuidadosamente a junta, empregando principalmente uma escova de aço e da mesma forma, uma lixadeira.
  • Em seguida, aplicar acetona ou outro solvente nas superfícies, com o fim de remover todos os vestígios de tintas ou analogamente graxas.
  • Soldar ferro fundido com preaquecimento ou pelo contrário, com a técnica à frio.
  • Avançar lentamente, evitando dessa maneira, aumentar a temperatura das peças de trabalho.
  • Empregar principalmente varetas de ligas à base de níquel, com propriedades de expansão térmica semelhantes às do ferro fundido.
  • Ademais, martelar as superfícies dos cordões enquanto ainda estão quentes.
  • Logo depois, deixar esfriar lentamente. Com o propósito de evitar contrações rápidas, que aumentam o risco de rachaduras.

Preparação das superfícies para soldar ferro fundido

É importante trabalhar com superfícies limpas, lisas e ademais sem ferrugem visível. Na soldagem à quente, será necessário aquecer as peças até 400 ° C ou 500 ° C, para permitir um esfriamento uniforme após a soldagem.

Consumíveis utilizados

1- Vareta de níquel ferro

Composição Química

C = 0,1 % max.
Si = 0,20 % max.
Mn = 0,5 – 1,5 %
Ni = 55,0 % min.
Cu = 0,20 % max.
Fe = Resto

2- Vareta de metal tipo “monel”

Composição Química

Ni = 31,0 % min.
Cu = resto

3- Vareta de níquel puro

Composição Química

C = 0,15 % max.
Cu = 0,25 % max.
Mn = 1,0 % max.
Fe = 1,0 % max.
Al = 1,50 %
Ti = 2,0 – 3.5 %
Si = 0,75 % max.
Ni = resto

Controle da entrada de calor

Utilizar cordões de solda curtos para evitar que o calor excessivo afete o ferro fundido. Martelar as soldas uniformemente com um martelo de bola pequeno para aliviar as tensões de contração.

Resfriamento

Em todos os casos, resfriar as partes soldadas lentamente. Deixar que permaneçam num forno ou com isolantes adequados, até atingir uma temperatura pŕoxima aos 80ºC. As primeiras 12 horas após a soldagem são as mais críticas, portanto as peças não deverão esfriar antes desse momento.