P20

Vareta Tig P20, de alta qualidade, para o enchimento e reparo de matrizes fabricadas com aço ferramenta tipo P20. Depósitos livres de poros, com composição química similar ao metal de base. Podem ser tratados termicamente e possuem boa usinabilidade.

REF: P20 Categorias: ,

Vareta Tig P20, de aço ligado ao Cr-Mo, para o reparo e enchimento de moldes feitos com aço ferramenta P20. Depósitos usináveis, densos e ademais sem poros. Por outro lado, aceitam tratamentos térmicos, apresentando não apenas boas propriedades de polimento como também de texturização. As ferramentas e peças de moldes são soldadas com o propósito de:

  • Alterar o design das peças
  • Corrigir erros de usinagem na fabricação
  • Consertar ferramentas trincadas ou desgastadas

Os reparos bem sucedidos serão, principalmente, em virtude de procedimentos de soldas adequados. Devem incluir o controle de:

  • Temperaturas de preaquecimento
  • Temperaturas máximas entre passes
  • Taxas máximas de resfriamento após a soldagem

Considerações gerais para a soldagem de moldes, utilizando a vareta Tig P20

  • Deixar as superfícies metálicas totalmente limpas, evitando da mesma forma, marcas de ferramentas.
  • Efetuar uma eliminação completa dos vestígios de contaminantes superficiais como gorduras, sujeiras ou analogamente, tintas.
  • Remover possíveis trincas, principalmente utilizando métodos mecânicos
  • Eliminar todas as arestas vivas e cantos fechados nas áreas de solda.
  • Usar líquidos penetrantes com o propósito de verificar se há fissuras superficiais
  • Frequentemente, a maioria dos moldes feitos com aço P20, deverão ser reparados com soldas na condição de endurecidos
  • Para soldar ferramentas com grandes quantidades de metal, se recomenda, antes de mais nada, recozer as peças
  • Efetuar um tratamento térmico de preaquecimento anterior ao esmerilhamento para remoção metálica, para impedir danos no molde
  • Em espessuras maiores, aplicar temperaturas de preaquecimento na faixa de 200 até 350ºC.
  • O preaquecimento evita fissuras, tensões, distorções e ademais encolhimentos.
  • Se aconselha preaquecer os aços temperados, principalmente sem ultrapassar as temperaturas de têmpera.
  • Evitar superaquecimentos localizados e resfriar as peças lentamente.
  • Um tratamento térmico de pós-aquecimento certamente pode reduzir o nível de tensões residuais e do mesmo modo, melhorar a correspondência de cor dos cordões com o metal de base.

Produto especial fabricado pela Belgo Bekaert Arames.

Composição Química (%)

C, Cr, Mo

Dureza: 34-36 HRC

Aplicações: fabricação e reparo de moldes, matrizes e suportes para a fundição de zinco, plásticos, etc..