O eletrodo 6013 na soldagem de aços carbono com baixo teor de carbono

Solda_manual_com_6013

O eletrodo 6013 é inegavelmente o produto mais versátil para fazer soldas em aços carbono com baixo teor de carbono. Devido principalmente a sua boa operatividade. Produzindo por conseguinte, soldas com ótima aparência. E ademais sem respingos.

Fabricação do eletrodo 6013 para soldar aços carbono

Os eletrodos revestidos são compostos por varetas de aço doce e ademais uma cobertura de fluxo, denominada revestimento. Sendo adicionada na superfície por meio de uma extrusora para fabricação de eletrodos.

Critérios para a seleção dos consumíveis

A princípio, devemos levar em consideração algumas circunstâncias para escolher o eletrodo revestido que seja mais adequado para uma aplicação determinada. Em primeiro lugar, deverá produzir depósitos com composição química e propriedades mecânicas compatíveis com o metal base. Em segundo lugar, deverá operar corretamente conforme as geometrias das juntas e as posições de soldagem. Da mesma forma, será necessário observar outros aspectos. Como  por exemplo o seu custo, e da mesma forma, sua condição operacional.

Como é classificado o eletrodo 6013

A norma AWS A5.1 estabelece uma classificação dos eletrodos revestidos para solda manual. Temos um prefixo “E” e logo depois, quatro ou cinco dígitos. Sendo empregados para designar algumas propriedades específicas.

Letra E – Eletrodo

Os dois ou três números seguintes, a resistência à tração do metal depositado puro, expressada em ksi (mil libras por polegada quadrada)

E60xx -  Depósitos com resistência à tração de 60 ksi 
E70xx -  Depósitos com resistência à tração de 70 ksi

Em seguida, o próximo número define às posições de soldagem:

Exx1x  Operatividade com posição plana, horizontal, vertical ascendente e sobre cabeça.
Exx2x  Operatividade com posição plana e filete horizontal.
Exx3x  Somente posição plana.
Exx4x  Operatividade com posição plana, horizontal e vertical descendente.

Finalmente, o último dígito define o tipo de revestimento e corrente operacional. E ademais características de penetração.

Exxx0 -  Revestimento celulósico, com silicato de Na - Opera com C.C.(+) - Alta penetração.
Exxx1 -  Revestimento celulósico, com silicato de K - Opera com C.C.(+) e C.A. - Alta penetração.
Exxx2 -  Revestimento rutílico, com silicato de Na -  Opera com C.C.(+) e C.A. - Penetração média.
Exxx3 -  Revestimento rutílico, com silicato de K -  Opera com C.C.(+)(-) e C.A. - Penetração média.
Exxx4 -  Revestimento rutílico, com pó de Fe - Opera com C.C.(+)(-) e C.A. - Penetração média.
Exxx5 -  Revestimento de baixo H, com silicato de Na -  DC + Penetração média.
Exxx6 -  Revestimento de baixo H, com silicato de K -  Opera com C.C.(+)(-) e C.A. - Penetração média.
Exxx7 -  Revestimento com pó de Fe e óxido de Fe - Opera com C.C.(+) e C.A. - Penetração média.
Exxx8 -  Revestimento de baixo H, com pó de Fe - Opera com C.C.(+) e C.A. - Penetração média.
Exxx9 -  Revestimento rutílico, com silicato de K e óxido de Fe. Opera com C.C.(+)(-) e C.A. - Penetração  média.

 

 

 

Eletrodo E6013

C = 0,33 %
Mn = 1,37 %
Cr = 6,8 %
Mo = 2,62 %
W = 6,99 %
V = 0,71 %
Fe = resto

Eletrodo E7018

C = 0,33 %
Mn = 1,37 %
Cr = 6,8 %
Mo = 2,62 %
W = 6,99 %
V = 0,71 %
Fe = resto