Eletrodo E308L-16

Eletrodo com depósito inoxidável de baixo teor de carbono, resistente à corrosão intergranular. Indicado para a união ou revestimento de aços de composição química similar.

REF: E-38L-6 Categoria:

Eletrodo E308L, ligado na alma, do tipo cromo níquel 19-9 e baixo teor de carbono (C<0,04),. Os depósitos apresentam não apenas uma reduzida precipitação de carbonetos de cromo, como também alta resistência à corrosão intergranular.. Indicado principalmente para a soldagem de aços inoxidáveis austeníticos não estabilizados, dos tipos AISI 304L, AISI 308L, DIN X2 Cr Ni 18 9, ASTM A182 Gr F 304L, A351 Gr CF3, CF3A e ademais os similares. Por outro lado, para soldar aços inoxidáveis ferríticos AISI 430, entre si ou com aços das séries AISI 2XX y 3XX.

eletrodo revestido E308L produz metal de solda resistente à corrosão por soluções oxidantes, em temperaturas de até 350ºC  e à formação de carepa até 850ºC.

Conceitos e orientações para soldar aços inoxidáveis, com o eletrodo E308L

Os aços inoxidáveis austeníticos das séries 300 possuem, em geral, boa soldabilidade. Por conseguinte, podem ser ligados empregando vários processos por arco elétrico, soldagem por resistência, por fricção e ademais por brasagem. Seja como for, as superfícies das juntas e do metal de adição devem estar totalmente limpas, livres de contaminantes tais como óleos, tintas graxas ou analogamente sujeiras.

A condutividade térmica e elétrica do aço inoxidável é inferior a do aço carbono e ao contrário, seu coeficiente de dilatação térmica maior. Por conseguinte, durante a soldagem, provavelmente será constatado um aumento excessivo de temperaturas em regiões próximas ao metal de solda. Como resultado, existirá uma tendência acentuada à deformações e à fissuração, dependendo primordialmente do grau de restrição das peças.

Frequentemente, na maioria dos eletrodos revestidos para aços inoxidáveis, a composição química dos depósitos de solda são semelhantes as dos metais de base. Porém, com um balanço controlado dos elementos de liga, para produzir nesse sentido, um certo teor de ferrita na sua estrutura metalúrgica. Com o propósito de evitar a fragilização e  formação de trincas de solidificação no metal de solda.

Norma: AWS A5.4 E308L-16/17

Composição Química (%)

C= 0,04
Si= 1,0
Mn= 0,5-2,5
Cr= 18,0-21,0
Ni= 9,0-11,0
Mo= 0,75

Resistência à tração: > 520N/mm2

Aplicações: equipamentos para usinas de lácteos, bombas, turbinas, máquinas para alimentos, tanques para produtos químicos, saneamento e controle ambiental, refrigeração, papel e celulose, usinas de açúcar e álcool, eixos, tanques de armazenamento, tubulações de aços inoxidáveis, trocadores de calor, válvulas industriais, misturadores, etc..